,

A delação de J Hawilla nos EUA implodirá a Globo

Ele é o estopim do maior escândalo do futebol e que levou à prisão ninguém menos que J. Maria Marin, ex-presidente da CBF. O jornalista J. Hawilla também é dono da Traffic empresa de marketing esportivo que controla tudo no futebol brasileiro.

J. Hawilla foi pego nos Estados Unidos da América pelo FBI e aceitou delatar tudo além de pagar uma multa de US$ 151 milhões para conseguir cumprir prisão em casa.

O advogado de Hawilla disse que seu cliente aceitou as investigações e decidiu contribuir com as autoridades. Hawilla já delatou tudo e seu depoimento será uma bomba de hidrogênio no Brasil. No centro da delação está o esquema para transmissões de campeonatos que irá atingir em cheio uma grande emissora.

Hawilla é acusado pela justiça americana por crimes de extorsão, fraude e lavagem de dinheiro. Tudo está devidamente comprovado e ele já confessou os delitos.

Duas empresas de Hawilla nos EUA também foram indiciadas.

Além do dono da Traffic, Charles Blazer (conhecido como Chuck Blazer, ex-secretário geral da Concacaf), Daryan Warner e Daryll Warner se declararam culpados e também fizeram acordos menores, de até US$ 2 milhões, para escapar da prisão.

3 Comentários

Leave a Reply
  1. O pior de tudo é que a corrupção praticada no Brasil, com bilhões de reais de prejuizos causados aos nossos cofres públicos, vai render uma multa de 150 milhões de dólares (algo como 500 milhões de reais) aos cofre públicos americanos. Rouba-se no Brasil e paga-se multa nos EUA. Até quando?

  2. Empresa mantida por verbas estrangeira,pois foi vendida em 1957, jamais vai ser processada por qualquer ação q fuja as regras do permitido em lei. Tem dívidas com o governo federal q jamais pagou e agora o golpista certamente já lhe terá dado o perdão..
    Quanto ao caso dos golpes por transmissão de jogos, lembramos q Dilma mandou prender, no Copacabana Pálace, um dos intermediários nessas negociatas, ação q lhe rendeu críticas e perseguição constante através dessa mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *