,

A mais nova candidata para o cargo de deputada federal

O Brasil é um celeiro de oportunidades para quem tem muito dinheiro e principalmente para aqueles que dominam o contexto político. O ex-deputado federal Eduardo Cunha, preso em Curitiba, faz planos e pretende lançar, sua filha para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

A publicitária Daniele Ditz, filha do primeiro casamento de Cunha, segundo informações, fez sua filiação no PMDB, partido do pai. Daniele quer focar no público evangélico que serviu de base para a eleição de seu pai no estado do Rio de Janeiro.

Cunha, apesar de preso, continua exercendo influência sobre os deputados federais que atuam no chamado “centrão”, uma bancada composta por pequenos partidos que ganhou força quando ele era presidente da Câmara dos Deputados.

Daniele foi alvo da investigação da Lava Jato por estar de posse de um cartão de crédito estrangeiro vinculado a uma offshore. A ligação dela com a Kopec se deu após denúncias de autoridades suíças que relataram o fato as autoridades brasileiras.

Os procuradores suspeitam e investigam a possibilidade da offshore ter recebido pagamento de propina destinado a Eduardo Cunha enquanto estava no exercício do mandato.

Em seu depoimento à força-tarefa, Danielle disse ‘não saber’ por que seu pai lhe deu um cartão de crédito internacional no período em que ela morou no exterior. Entre 2011 e 2013, ela admitiu que utilizou ‘principalmente o cartão estrangeiro’, do qual não recebia os extratos e cujos pagamentos eram autorizados por Eduardo Cunha.

Um Comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *