,

A UNICAMP está quebrada

Universidade foi inundada pela política econômica lulista e dilmista

O reitor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) declarou nesta semana que a instituição acumula um déficit de R$ 200 milhões. Com mais de 650 contratos ativos a direção alega que faz o que pode para não demitir funcionários, porém a situação é gravíssima.

A UNICAMP foi tomada pelo pensamento “desenvolvimentista”, o mesmo que enterrou o Brasil nessa lama de dívidas e absurdos fiscais. Políticos medíocres como Lula, Dilma, Michel Temer, Aloísio Mercadante, Guido Mantega, Luiz Gonzaga Belluzzo, todos responsáveis por sucessivas crises econômicas inflacionárias serviram de base para mergulhar a universidade nesta crise.

O caminho da Instituição quando o país estava nas mãos dos petistas e toda quadrilha política seria criar um pensamento crítico mais próximo da independência e menos dependente do governo. Não foi o que aconteceu.

A UNICAMP foi levada a reboque por uma política corrupta e irresponsável construída em Brasília e que alastrou pelas universidades brasileiras silenciando críticos e formando militantes.

Agora só resta esperar por uma solução divina.

Um Comentário

Leave a Reply
  1. Não é apenas a Unicamp que está em dificuldades financeiras, várias universidades do Brasil tiveram cortes nos seus custos devido a política de contenção de gastos na educação. Hoje, estas instituições de ensino superior, mal pagam sues funcionários. Agora atribuir tudo de errado ao PT é coisa de quem quer a volta do neoliberalismo de forma definitiva e eterna. O Temer em menos de dois anos está demolindo, todas as conquistas das últimas 3 décadas e a continuar com o seu desgoverno golpista, vai arruinar o país, até 31 de dezembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *