,

A vida de luxo de uma “escrava” brasileira

A ministra dos Direitos Humanos no Brasil está inconformada com o salário de escravo que recebe mensalmente. Luislinda Valois, filiada ao PSDB, reclama e pode até recorrer à Princesa Izabel caso continue ganhando seus “míseros” R$ 33.700,00. Ela é o exemplo da classe política.

O brasileiro tem renda média de R$ 1.226 sendo que com esse dinheiro paga os impostos mais caros do mundo, tem serviços públicos de péssima qualidade e poderá perder o direito de aposentar em vida.

Luislinda, a ministra dos Direitos Humanos, reclamou o salário que recebe. Ela auto se proclamou como uma escrava quando tentou incorporar os R$ 30 mil que recebe como desembargadora aposentada aos R$ 33 mil. A ideia era fazer um montinho de dinheiro que desse R$ 63 mil por mês. Que segundo ela seria justo para uma pessoa viver.

Não é qualquer “escrava” que tem direito ao teto constitucional que somente poucos servidores neste país ganham. Também não é qualquer pessoa que tem a sua disposição jatinho da FAB, apartamento funcional de luxo em Brasília, carro com motorista, tudo pago com dinheiro público.

Só em 2017 a ministra dos Direitos Humanos ganhou R$ 40 mil em diárias pelas viagens que fez.

Luislinda por todas essa regalias ocupa o topo da pirâmide social.

4 Comentários

Leave a Reply
  1. E ainda tem gente que até hoje critica a ******CHICA da SILVA******* bom pelo menos não com relação ao comparativo distinto entre beleza e vagabundagem…….CHICA dá de MILHÃO a ZERO nas duas colocações: ahahahahahahahahah! deveria ser cômico mas é NEFASTO, nojento e insanamente VERGONHOSO e TRÁGICO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *