,

Assassina ganha liberdade em Minas Gerais

A lei é rigorosa quando o homem é o agressor

O assassinato do jovem Leonardo Mello, de 29 anos, na última sexta-feira (6), chocou moradores da cidade de Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais. O povo acabara de presenciar um crime bárbaro quando recebeu a notícia no sábado que a assassina Olívia Magiotti, de 24 anos, ganhou liberdade através de habeas corpus.

Olívia Magiotti namorava Leonardo Mello e ambos tinham uma relação estável. Segundo informações o casal não tinha antecedentes de brigas e discussões. Na sexta-feira (6), por conta de ciúmes a jovem desferiu facadas no rapaz que não resistiu e faleceu.

A defesa da vítima nega. Segundo os advogados, Olívia matou Leonardo porque havia sido agredida por ele.

Testemunhas disseram que a briga começou entre eles por telefone. Leonardo era comerciante e estava com amigos quando recebeu a ligação de Olívia.

O casal estava junto há três anos.

Como morto não fala a defesa tentará de todas as formas atenuar a culpa de Olívia pelo assassinato de Leonardo.

Na sua opinião as leis são mais rígidas com os homens em casos envolvendo relacionamentos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *