,

Assessor tem salário maior que ministro do STF

Imagine alguém que ganha R$ 70 mil por mês. Essa pessoa não é o presidente da República, tampouco um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), é um assessor que faz o elo entre o Prefeito do Rio de Janeiro e a Câmara.

O valor percebido por Antônio Sá, assessor parlamentar, soma mais de R$ 70 mil por mês acrescidos de alguns benefícios. No contracheque de Antônio Sá referente ao mês de dezembro de 2017 ele faturou apenas de gratificações R$ 32.849,66. É uma fortuna!

A lei determina um limite estabelecido em R$ 25 mil para “desconto de excedente de teto”. Mesmo assim Sá ganhou líquido R$ 34.874,76.

No artigo 37 da Constituição Federal, o limite remuneratório para servidores municipais é “o subsídio do prefeito”. Em dezembro, Marcelo Crivella (PRB) recebeu R$ 14.191 líquidos, menos da metade que seu assessor na Câmara.

Há informações que esse tipo de “distorção” ocorre em vários setores no estado do Rio de Janeiro. O caso de Sá chamou a atenção porque superou o teto constitucional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *