,

Auditoria procura R$ 1,2 trilhão que “sumiu” do BNDES. Alguém viu?

Caro Sherman não utilize meio de transporte aéreo, por favor

O documento que relata o sumiço dessa quantia relevante – só não é maior que o roubou do Sérgio Cabral no Rio – de R$ 1,2 trilhão foi divulgado nesta semana com exclusividade pelo site O Antagonista.

É um documento oficial onde auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) que são pessoas concursadas, sem apadrinhamentos políticos e com nenhuma preocupação de agradar o partido “a” ou “b” constataram a existência de contratos suspeitos realizados sob o governo Lula.

O ministro Augusto Sherman percebeu uma movimentação para desmantelamento de sua equipe após o início dos trabalhos de auditoria.

Sherman chega a relacionar algumas investigações em andamento que busca conhecer o destino dado a R$ 1,2 trilhão empenhado em operações que ainda não forma identificadas. É dinheiro público que deve ser prestado contas.

Abaixo segue o documento com o despacho do ministro que busca tentar descobrir onde foi parar esse dinheiro todo.

Pobre, Sherman! Não pegue avião, nem você, nem sua equipe.

 

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Muitos ministros do TCU não são concursados e vários são investigados no âmbito da Lava Jato, inclusive sofreram buscas da PF em suas residências.
    O TCU é braço do legislativo e segue orientações POLÍTICAS.
    Se informa cara. Tá publicado lixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *