,

Auditoria procura R$ 1,2 trilhão que “sumiu” do BNDES. Alguém viu?

Caro Sherman não utilize meio de transporte aéreo, por favor

O documento que relata o sumiço dessa quantia relevante – só não é maior que o roubou do Sérgio Cabral no Rio – de R$ 1,2 trilhão foi divulgado nesta semana com exclusividade pelo site O Antagonista.

É um documento oficial onde auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) que são pessoas concursadas, sem apadrinhamentos políticos e com nenhuma preocupação de agradar o partido “a” ou “b” constataram a existência de contratos suspeitos realizados sob o governo Lula.

Contribua com o nosso movimento. Clique aqui.

O ministro Augusto Sherman percebeu uma movimentação para desmantelamento de sua equipe após o início dos trabalhos de auditoria.

Sherman chega a relacionar algumas investigações em andamento que busca conhecer o destino dado a R$ 1,2 trilhão empenhado em operações que ainda não forma identificadas. É dinheiro público que deve ser prestado contas.

Abaixo segue o documento com o despacho do ministro que busca tentar descobrir onde foi parar esse dinheiro todo.

Pobre, Sherman.

 

 

10 Comentários

Leave a Reply
  1. Muitos ministros do TCU não são concursados e vários são investigados no âmbito da Lava Jato, inclusive sofreram buscas da PF em suas residências.
    O TCU é braço do legislativo e segue orientações POLÍTICAS.
    Se informa cara. Tá publicado lixo.

  2. Recomendo que leiam o livro verde, publicado como resposta do Presidente do BNDES Paulo Rabello de Castro, ao historiador(?) Marco Antônio Villa.
    Notem que o Paulo Rabello foi indicado por Temer e não tem ligação nenhuma com o PT.
    Vejam o vídeo:

  3. NÃO HAVERÁ REFORMA ALGUMA DA PREVIDÊNCIA. OS VAGABUNDOS ESTÃO COM MEDO DE APROVÁ-LA E NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES SEREM JOGADOS NA LIXEIRA ALIÁS, ISSO OCORRERÁ COM REFORMA OU NÃO. O TEMER AO INVÉS DE MI MI MI, DEVERIA MANDAR AUDITAR A PREVIDÊNCIA SOCIAL, CAIXA PRETA QUE SE ABERTA, VAI MOSTRAR QUEM E PRA ONDE FOI PARAR O DINHEIRO QUE SEGUNDO ELES, ESTÁ ARROMBADA. FINALMENTE O QUE FIZERAM DE MAIS DE UM TRILHÃO DE REAIS, SUMIDOS DO DO BNDES. ANTES DA TAL REFORMA TÊM QUE DAR CONTAS DO DINHEIRO NOSSO DOADO A CUBA, ANGOLA, HAITI, VENEZUELA, MOÇAMBIQUE ETC. MAS, COMO NÃO O FARÃO. DANEM-SE, NÃO VAI HAVER REFORMA ALGUMA.

  4. Extremamente vergonhoso, sou envergonhado com essa situação ê pior que sabemos que segundo as leis de 1940 ninguém poderá ir pra cadeia..triste um manda prender outro manda soltar.. não cura para essa vergonha devido as leis tão frágeis e mancas.. meus lamentos e sucesso a tds os sucessíveis Drs do futuro.. eu Caco Mourão, ator, jornalista e sofrido brasileiro.

  5. Rena que voa, burro que fala, gato de botas, varinha mágica, 1 trilhão sumido… 1 trilhão? Seria como se o Estado de São Paulo desaparecesse do mapa! Este Blog paga um mico gigante, ao endossar as virtude funcionais dos Auditores do TCU, parecendo desconhecer as inúmeras denúncias, investigações e processos por corrupção, envolvendo vários escalões daquele órgão – tudo divulgado na imprensa – e, não faz o mesmo em relação aos servidores do BNDES que são, igualmente, concursados, sem apadrinhamento político e sem necessidade de agradar a partido a ou, b e, não são citados em nenhum escândalo de corrupção. Acho muita sacanagem jogar essa sombra sobre os servidores do BNDES.
    E inacreditável que, uma notícia de desvio de dinheiro público tão extraordinário, não tenha sido OBRIGATORIAMENTE, checado, em entrevista, com o atual presidente do BNDES, que não foi nomeado por Lula mas, pelos Golpistas.
    Acontece que, há muitos meses atrás, eu que, nem tenho TV, assisti pela internet, uma longa entrevista com o atual presidente (não me recordo o nome dele) em que ele DESMENTIA essa “Rena Voadora” do sumiço dos 1 trilhão. Pelo contrário, elogiou as linhas de financiamento para pequenas empresas, o rigor dos contratos e, a situação de superávit do banco. Os entrevistadores forçavam a barra sobre essa denuncia falaciosa mas, o presidente do BNDES, afirmou que essa história é tão absurda e, impossível que, ele não empenharia a sua própria reputação embarcando neste “Conto de Noel”. Para não encherem o saco dele com esse “cocoroto”, o BNDES publicou toda a prestação de contas dos períodos “sob suspeita” no chamado Livro Verde, pra qualquer um ver. Aproveito esse assunto para informar aos leitores desse Blog que, Lula criou a Lei de Transparência que obriga TODOS os órgãos do Estado a tornar público ao Povo Soberano, todos os Atos praticados pelos órgãos no Portal da Transparência e, vai desde o salário dos servidores até as mega licitações e empenhos de despesas. Dilma aprovou a LAI – Lei de acesso à Informação que, obriga TODOS os órgãos do Estado a fornecer qualquer informação ou documento dos atos praticados pelos órgãos e, vai desde o fornecimento de cópias de alguma lei até dos Autos de Infração (por exemplo) lavrados pelos fiscais, acerca de denúncias encaminhadas, ou não, pelo requerente. A Lei prevê prazo para resposta e, punição para os servidores que se recusarem a prestar as informações solicitadas pelo cidadão. Sendo assim, as pessoas podem checar muitas dessas FOFOCAS da internet e, em razão disso, ficar livre de ser manipulado por, sabe-se lá, quem e, nem correr o risco de virar pato. Aliás, qual a diferença entre o FOFOQUEIRO e o JORNALISTA? São muitas mas, a principal e, mais evidente é que, o fofoqueiro recebe a informação e repassa sem preocupação de que seja uma verdade ou, uma mentira, portanto, o fofoqueiro age com mediocridade e, sabe-se lá, com que propósitos. O jornalista recebe a informação, identifica as partes integrantes e checa, o quanto possível, a veracidade daquela informação e, só depois ele divulga a notícia pois, a credibilidade é pilar dessa profissão e, elemento fundamental para a ascensão do profissional. Age, portanto, com esforço e empenho pessoal, algo bem superior ao medíocre. Sendo assim, é necessário confessar que, fico estarrecida e, indignada pelo fato de que, uma equipe inteira – que, anonimamente, assina essa matéria – não tenha tido o tino de checar essa história mirabolante. Além de não consultarem o presidente do BNDES sobre o caso, parece que não assistem TV aberta e, nem tem acesso à internet pois, eu vi a entrevista, o Benjamin Maia viu e, milhares de outras pessoas também viram. Por fim, essa notícia, com o mesmo texto, é REQUENTADA pois, circulou nas redes há muitos meses atrás – gerando, inclusive, a entrevista com o Presidente do BNDES – e, sendo assim, gostaria de pedir à Equipe do Juntos pelo Brasil que, tenha respeito pelos leitores e que, faça jornalismo não plante fofoca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *