,

Bombeiros militares são presos por cobrança de propina

O Ministério Público do Rio de Janeiro realizou em conjunto com a Secretaria Estadual de Segurança Pública uma operação que culminou com a prisão de 35 Bombeiros militares nesta terça-feira (13).

A investigação constatou que os militares cobravam propina que variavam entre R$ 750 e R$ 30 mil para liberação de alvarás para funcionamento de estabelecimento comercial. A operação culminou com o pedido de exoneração do comandante da corporação.

Foram cumpridos 30 mandados de prisão e mais 64 de busca e apreensão em diversos batalhões no Rio de Janeiro. Os investigadores afirmam que a prática era operadas em várias unidades do Corpo de Bombeiros.

Documentos tinham classificação

A denúncia aponta que os documentos eram classificados como de “pequeno” ou “grande porte” para apontamento do valor a ser cobrado de cada solicitante.

Desta forma a corrupção pode ser classificada como sistêmica e de grande enraizamento na sociedade brasileira. O que torna difícil a construção de um país onde o cidadão possa de fato confiar no Estado e em suas Instituições.

2 Comentários

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *