,

Brasília virou circo: deputados instituem o “Dia do vampiro”

Ao mesmo tempo que recebem R$ 8 milhões em emendas para gastança

O projeto de lei instituindo o Dia do Vampiro tem o objetivo de incentivar a doação de sangue e homenagear os góticos e os brasilienses que se vestem como o Príncipe das Trevas.

Mas para os cidadãos que ocupavam as galerias da Câmara Legislativa, nesta terça-feira, o sangue da população brasiliense já vem sendo sugado há bastante tempo por uma classe política que decide segundo as suas votantes e não a do povo.

Apesar de terem escolhido a data de 13/08 para adotar o dia do Vampiro , no entanto a vampirada real se alegrou com o banquete antecipado oferecido pelo governador  Rodrigo Rollemberg  ao abrir crédito suplementar que permite o remanejamento de recursos de uma área para outra e, ao mesmo tempo, autoriza novas emendas dos distritais.

Emendas para gastança com cabos eleitorais

Eles terão direito a R$ 8.268.340,00 para contemplar seus redutos eleitorais. Em contrapartida, as suas excelências, só terão que aprovar o projeto do Executivo que transforma o Hospital de Base em instituto. A proposta   estará na pauta do plenário da CLDF desta quarta-feira. O governo de Brasilia informa que já tem no bolso  a maioria dos 24 deputados.

A proposta que vai entregar o Hospital de Base às Organizações Sociais deverá ser aprovada com a maioria simples : ou seja 13 deputados.

Um Comentário

Leave a Reply
  1. Já faz muitos e muitos anos que Brasília é um misto de circo e Banco de Sangue, em que na verdade os Palhaços e únicos doadores somos nós o povo, que estamos em todas as bocas dos Sanguessugas quando estão discursand o, que só querem o Bem do Brasil e dos Brasileiros, espero que peguem AIDS, Sífilis e outras mais e que caguem Sangue, vomitem Sangue..para a Felicidade de Nossa Nação ou Banco Nacional de Sangue..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *