,

Caiu uma bomba em Brasília! Lula não esperava por essa

A procuradora venezuelana Luisa Ortega Diaz, destituída sumariamente pelo ditador Nicolás Maduro, desembarcou em Brasília. Sua missão principal: relatar os crimes praticados pela Odebrecht e Nicolás Maduro.

Diaz declarou que vai contar tudo aos procuradores brasileiros sobre as fraudes praticadas na contratação da Odebrecht em território venezuelano.

Nos governos Lula e Dilma Rousseff o BNDES foi a ponte para liberar recursos públicos para a empreiteira atuar em território venezuelano. A obra jamais trouxe nenhum benefício ao Brasil. O banco amarga sérios prejuízos com a falta de pagamento de empréstimos.

Luisa Ortega Diaz alega que veio ao Brasil para participar de um evento promovida pela Procuradoria-geral da República. Ocorre que se ela retornar ao seu país de origem será presa pela polícia de Nicolás Maduro.

Além de ter sido destituída do cargo, Diaz também perdeu o direito de exercer qualquer cargo público, teve os seus bens congelados e foi impedida de sair da Venezuela.

6 Comentários

Leave a Reply
  1. Realmente os 2 Preasidentes anteriores >e + o atual que formo o desgoverno de 13 anos com muita prejuiso/corrupção >está trazendo um caos terrivel ao Brasil > pois detonaram nossos 3 Poderes e o Tse qual a algernativa! > a Populaçao clama urgente pela volta das Forças Armadas.

  2. MENTIRAS DA MEDIA POIS NAO FOI LULA ENEM DILMA QUEM EMPRESTOU E FEZ LOB PRA ISSO .ASSIM DIZ O NOVO PRESIDENTE DO BNDS DEVE SER MAIS UMA MANIPULAÇAO PRA COXINHAS SOBREVIVER SEUS PESADELOS E SEUS CRIMES .

  3. É difícil entender certo tipo de publicação! Essa matéria, bem no início, diz que “a procuradora venezuelana desembarcou em Brasília.”. E bem no final, dá conta de que “foi impedida de sair da Venezuela.”! Mas se foi impedida de sair, como desembarcou em Brasília? Devo entender que Brasília foi arrastada para dentro do território venezuelano?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *