,

Chantagem: Temer quer acabar com o pagamento do PIS/PASEP

Governo quer barganhar com a opinião pública para cobrir rombo da corrupção

O governo quer a todo custo aprovar a catastrófica reforma previdenciária para entregar ao setor privado a maior carteira de contribuição social, uma mina de ouro. Desmoralizado perante a opinião pública pelos escândalos de corrupção, Michel Temer busca de todo jeito entregar a encomenda nem que seja a preço de chantagem. Para barganhar o governo lança mais uma peça: trocar a reforma pelo fim do pagamento do PIS/PASEP.

Cortar para cobrir rombo da corrupção

O benefício, que é pago anualmente aos trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e que têm rendimento médio mensal de até dois salários mínimos, custará R$ 17 bilhões neste ano. O valor pode ser considerado um trocado perto do tanto que membros do governo roubaram em atos de corrupção. Só o sobrepreço apontado na construção do estádio Mané Garrincha é quase R$ 1 bilhão. Isso numa obra.

Meirelles quer acabar com a base da pirâmide social

Embora o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, considere ainda viável a aprovação das novas regras para aposentadorias e pensões no segundo semestre, depois da votação da reforma trabalhista, sua equipe tem em mãos uma série de medidas que poderão ser adotadas no caso de a proposta de reforma previdenciária ser desidratada ou mesmo não for aprovada.

#juntospelobrasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *