,

Com base na Lava Jato o exercício do voto é uma ilusão

De tudo que se apurou até agora é possível constatar que o exercício do voto no Brasil é uma grande ilusão, uma farsa, para enganar os cidadãos brasileiros.

A Odebrecht e suas afiliadas financiaram PT, PSDB, PMDB, PP, PR, PSC, PSD, PSB, PCdoB, enfim praticamente todos os partidos brasileiros através de seus principais representantes.

A Odebrecht e suas afiliadas financiaram os marqueteiros para produção de conteúdo enganoso.

Bancaram, via publicidade, grande parte da mídia.

A Odebrecht e suas afiliadas através do uso do poder público contribuíram para o financiamento de desembargadores, conselheiros, promotores e advogados. Salvo alguns poucos ligados ao poder público.

As eleições foram peças de ficção. O resultado é sem valor. O vencedor  PT, PSDB, PMDB, PP, PR, PSD, PSC ou qualquer outro partido, apenas teria o protagonismo no recebimento de propina.

Na verdade a disputa era pra ver quem ganharia mais da Odebrecht e suas afiliadas. Coisa do tipo “quem manda nos contratos agora sou!”.

As eleições no Brasil foram todos esses anos de redemocratização uma grande fraude. Um enorme teatro. Gastança de dinheiro público. Produções caríssimas para encobrir o bastidor da corrupção.

O voto no Brasil nunca foi levado a sério. O caixa 2, a propina e os presentes luxuosos sempre prevaleceram no meio político como forma de garantia para que a democracia fosse alvejada e os brasileiros dominados.

Grupos de bandidos, quadrilhas organizadas, colarinho branco, criminosos apoiados pelo aparato estatal, e a eleição é só um teatro, um momento de alívio para que o povo não exploda contra o sistema corrupto que impera no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *