,

Corrompendo sem limites: governo libera mais dinheiro

Toma lá, da cá, essa é a moeda em vigência no Planalto para conseguir aprovar a Reforma da Previdência que vai colocar mais obstáculos, além do limite, para quem quiser aposentar no Brasil. Talvez os brasileiros não saibam, o governo faz manobras absurdas para bancar o resultado da votação.

Na semana que vem o presidente Michel Temer decidiu que irá baixar uma portaria autorizando a liberação de R$ 500 milhões que estão retidos nos cofres da União referentes a contribuição sindical. A decisão tem como objetivo principal “comprar” o apoio das centrais sindicais. É uma espécie de chantagem.

Se o dinheiro não é do governo, não deveria ser objeto de negociata para compra de apoio e silêncio.

Se a reforma é tão boa como o Governo anuncia, não existe motivo para tanta liberação de dinheiro e compra de votos.

O fato é que a Previdência Social não tem déficit conforme anunciam, quem comprova isso são os próprios auditores fiscais que apresentaram balanço com números que indicam a destinação de recursos da Previdência para outros fins.

O governo adotou a estratégia de afirmar que quer combater privilégios. É impossível acreditar que um grupo que goza e gosta de regalias tenha disposição para cortar seus próprios privilégios.

Na outra ponta estão os bancos privados só aguardando para abocanhar a maior carteira previdenciária do Brasil com a morte do INSS.

As centrais sindicais poderão vender o apoio em troca do dinheiro liberado pelo governo depois do baque que tiveram com o fim do imposto sindical.

Se por um lado os sindicatos enfraqueceram, por outro a população ficou refém do governo.

Um Comentário

Leave a Reply
  1. O Brasil não pode esperar as eleições. Vai sucumbir até lá. A gasolina aumentando deste jeito só tem uma explicação: é preciso enxugar a Petrobrás fazendo uma “varredura” geral em toda sua administração, na máquina administrativa, eficiência e toda documentação empresarial. E este governo não tem tal capacidade e não quer tb solucionar problemas que envolvam políticos e politicagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *