,

De A a Z : lista de Rodrigo Janot está incendiando Brasília

Brasília está em polvorosa com a segunda Lista de Janot. Nela tem ministros, senadores, deputados, ex-parlamentares. São 83 pedidos de inquérito ao STF, para quem tem foro privilegiado, além de 211 pedidos que vão outras instâncias.

É bom lembrar que a primeira lista teve pedidos de inquérito sobre 55 políticos, mas vários casos foram arquivados.

Como sempre, é preciso separar o joio do trigo. É preciso ver quem recebeu dinheiro para campanha, em alguns casos a Odebrecht nem quis fazer doações oficiais para não desagradar governantes, daqueles que botaram dinheiro no bolso, que depositaram dinheiro em contas no exterior, que compraram bens.

O presidente Michel Temer está numa situação dificílima porque boa parte do PMDB lidera os nomes delatados pela Odebrecht. No Rio de Janeiro o PMDB conseguiu realizar um dos maiores roubos da história mundial desviando dinheiro público comparado a um “oceano”, tamanha a fortuna que foi roubada.

A sociedade entende que o Brasil precisa ser passado a limpo e espera que a Justiça e a Lei caminhem juntas nesses casos punindo independentemente de qualquer prejuízo que o país possa sofrer. Prejuízo maior do que já foi dado aos cofres da União é impossível que aconteça.

Cabe agora pedir urgência na realização dos inquéritos, buscas e apreensões, prisões e todos os procedimentos cabíveis sobre cada caso.

O Ministério Público Federal fez um trabalho impecável num verdadeiro esforço para chegar aos culpados e desfazer o mal antes que o país não tivesse nenhuma resistência.

A lista de Rodrigo Janot não deixa apenas Brasília em expectativa mas toda sociedade brasileira que assiste sem acreditar no tamanho da quadrilha e na capacidade de articulação criminosa que colocou a economia em patamares alarmantes.

(da Redação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *