,

Deputados curtirão feriado prolongado com dinheiro da segunda denúncia

“Mandem mais denúncias”, essa é a mensagem que corre pelos corredores do Congresso Nacional através da coalizão formada a toque de caixa para dar blindagem ao governo Michel Temer. Poucos partidos não serão beneficiados com dinheiro (emendas) e cargos comissionados.

A primeira denúncia contra o presidente Michel Temer serviu para testar a “generosidade” do Chefe do Executivo. Temer se mostrou hábil em gastar o dinheiro público e distribuir cargos. Com o apoio de Mansur, Padilha e Moreira o governo estabeleceu o balcão de negócios.

A segunda denúncia foi o presente de Natal antecipado. Graças o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Procuradoria-geral da República mais parlamentares serão contemplados com emendas e cargos para seus cabos eleitorais.

Temer mesmo escolheu o seu relator e já contemplou seus juízes (deputados que terão poder de decisão). Que belo julgamento!

Só no Rio de Janeiro 57 ex-prefeitos ocupam cargos comissionados com salários entre 14 e 25 mil reais. São cabos eleitorais fiéis ao governador Pezão, do PMDB.

O feriado prolongado em razão das comemorações do 12 de outubro muitos parlamentares deixarão Brasília nesta terça-feira (10) rumo à Disney, nos EUA, com seus familiares. A comemoração tem nome: Temerlândia!

Só em setembro, com a chegada da segunda denúncia, o governo já pagou mais de R$ 1 Bilhão em emendas parlamentares. Quem fiscaliza o uso desse dinheiro? Quem vai lá no estado checar a empresa ou o ente que recebeu? Ninguém.

Os parlamentares torcem para que mais denúncia sigam o mesmo rito e eles possam assim garantir caixa para uma futura disputa eleitoral em 2018, caso ocorra. Se não houver eleições em 2018 não haverá prejuízo pois todos estarão de bolsos cheios.

Você ainda acredita no sistema político brasileiro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *