,

Dinheiro que saiu do BNDES reconstruiria a Europa pós 2ª Guerra

A observação é de um físico e professor em Economia

Em sua coluna na Folha de SP, Samuel Pessoa, físico e doutor em economia, estabeleceu uma comparação no mínimo assustadora: entre 2008 e 2014, sob Lula e Dilma Rousseff, o Tesouro Nacional emprestou ao BNDES um total de R$ 400 bilhões. Tudo a juros baixíssimos e condições bem favoráveis.

Absurdo o que fizeram ao Brasil

Pois bem: entre 1948 e 1951, por meio do Plano Marshall, que teve por objetivo a reconstrução de 16 países devastados pela 2ª Guerra Mundial, os EUA injetaram na Europa o equivalente hoje a R$ 315 bilhões (montante atualizado, portanto).

Isso diz muito, talvez tudo, sobre quão temerária foi a administração da coisa pública sob as gestões petistas.

O artigo pode ser lido na íntegra aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *