,

Ditadura de Maduro mata mais um estudante. PT e PSOL ficam calados

Na tarde desta quarta feira, 19, a população venezuelana tomou as ruas de Caracas para protestar contra o regime ditatorial de Nicolás Maduro, queridinho da esquerda brasileira. Em represália, as forças de repressão de Maduro abriram fogo contra os manifestantes, assassinando o jovem Carlos Moreno, de apenas 17 anos.

O assassinato de hoje representa mais um triste capítulo na derrocada socialista do estado Venezuelano. Recentemente, Nicolás Maduro utilizou-se de seus ministros do Supremo para fechar a Assembléia Nacional, autoridade maior do legislativo venezuelano.

Esquerda brasileira se cala

Os partidos PT, PSOL e PCdoB não manifestaram solidariedade ao jovem Carlos. Ainda que supostamente “defensores” da juventude, tais partidos – com forte presença no movimento estudantil – ignoraram o óbito do estudante.

Um Comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *