,

Edson Fachin cancela recesso e acelera Lava jato

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin resolveu adiar o início de seu recesso e passou a semana passada em Brasília, traçando planos para o segundo semestre. Fachin tem nas mãos o tempo e ritmo da Lava Jato e dos casos envolvendo a delação dos executivos da JBS.

A ordem é acelerar

O ministro ficou reunido com assessores “organizando” o gabinete. A ideia do ministro é acelerar a análise de denúncias e avançar nos desdobramentos das ações penais para um desfecho.  A expectativa é de que as primeiras condenações ou absolvições da Lava Jato na Corte possam sair ainda neste ano – isso se não forem deflagradas manobras processuais das defesas para esticar os processos.

Entre os réus da Lava Jato no STF estão a presidente do PT, senadora GleisI Hoffmann (PR), e o deputado Nelson Meurer (PR).  Em agosto, a 2ª Turma já deve julgar denúncias contra o senador Fernando Collor (PTC-AL) e sete políticos do PP.

Atualmente, são 94 inquéritos ligados à Lava Jato no STF, além de cinco ações penais. Ao todo, são 172 investigados, sendo 23 senadores e 51 deputados federais.

A informação é do Jota

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *