,

Emílio Odebrecht é louco, Lula é santo ou a justiça brasileira é fraca

No Planeta o país de tem a gasolina mais cara fornecida ao consumidor é o Brasil. Gasolina ruim, batizada, misturada, desviada, adulterada, porém a mais cara de todo planeta Terra. Essa é a realidade brasileira.

Neste contexto de imundice surge ainda os escândalos de corrupção envolvendo ex-presidentes, presidente, senadores, ex-senadores, deputados, ex-deputados, desembargadores, conselheiros, fiscais, assessores e empresários. É uma cadeia produtiva do crime organizado com o objetivo de lesar a pátria e o povo brasileiro.

A Lava Jato evidenciou tudo colocando para fora a podridão da democracia brasileira. O câncer foi aberto.

Lula é bandido

Emílio Odebrecht, pai de Marcelo Odebrecht, dono da maior organização instalada em território nacional abriu a boca e entregou Luiz Inácio Lula da Silva de todas as formas possíveis. A última foi o fornecimento de petróleo para Cuba. Lula é ladrão! Por tudo que tem sido apresentado contra ele não há outra definição mais adequada ao ex-presidente Lula.

A dúvida que paira na cabeça de todo brasileiro é a seguinte: o senhor Emílio Odebrecht é doido, Lula é ladrão ou a Justiça brasileira está comprometida.

Impossível acreditar que todo esse rol de testemunhas contrárias ao ex-presidente Lula, as declarações contundentes, delações e documentos comprobatórios, laudos, depoimentos, conduções, apreensões e vários indícios que apontam para prática sistêmica de corrupção, Lula e seus aliados estejam soltos.

O prejuízo é culpa da Justiça

Emílio Odebrecht deve estar louco.

A Justiça brasileira pode estar comprometida e fraca.

Lula deve ser mesmo um santo.

Em mais um episódio de escândalo o pai da Odebrecht entrega Lula as autoridades nacionais que aceitam a denúncia porém não agem na direção daquilo que se espera. O ex-presidente é protagonista de um golpe nacional e que envolveria países aliados ao comunismo para tomar de assalto a democracia. Resumindo é isso.

Nas palavras de Emílio Odebrecht..

“Ele (Lula), tinha uma relação com Fidel, realmente muito intensa, a ponto de fazer preço camarada de petróleo para Cuba. Chegando a fazer (sic) cerca de 60, 80, 90 mil barris de petróleo, que ele fornecia pra Cuba ,sem garantia nenhuma.”

Assista ao vídeo e compartilhe.

Um Comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *