,

Estudante de Curitiba chama colegas pra filmar a própria morte

O desafio Baleia Azul toma conta do Brasil

Em coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (19) a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP) confirmou que pelo menos um dos casos de tentativa de suicídio registrados em Curitiba nos últimos dias foi provocado pelo jogo “Baleia Azul”, além de outros sete casos suspeitos na capital paranaense.

Baleia Azul

Foram cinco tentativas de suicídio e outras três ocorrências de automutilação praticadas por jovens entre 13 a 17 anos e atendidas nas Unidades de Saúde (UPAs) dos bairros Pinheirinho, Sítio Cercado e em um hospital particular da cidade.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis, o adolescente que foi atendido na Unidade de Saúde do bairro Pinheirinho foi flagrado na escola convocando colegas para que filmassem o último ato, o suicídio.

Mortes

“A direção da escola percebeu e chamou os nossos representantes do Conselho Tutelar que de uma maneira muito responsável diligenciou e encaminhou para tratamento na UPA”, afirmou. O estudante estava com ferimentos por todo o corpo, foi sedado para evitar que cometesse o ato e a polícia foi comunicada pela Secretaria de Saúde.

O jogo “Baleia Azul” é divulgado pelas redes sociais, propõe 50 desafios aos participantes e sugere o suicídio como última etapa.

“A juventude passa por um problema de autoflagelo. Um problema que precisa ser tratado interdisciplinarmente, mas muito mais pela família e por fiscalização escolar do que por atos de segurança pública”, disse o delegado-geral. “Infelizmente vários casos devem aparecer, mas que não necessariamente tem a ver com esse grupo e esse software chamado de ‘Baleia Azul’”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *