,

EUA sequestram bens de Nicolás Maduro e enviam tropas à Venezuela

Em resposta à eleição de domingo de uma Assembleia Constituinte em clima de violência, os EUA impuseram hoje sanções jurídicas e financeiras sem precedentes contra o Presidente venezuelano, congelando os seus bens e classificando-o de “ditador”.

“As eleições ilegítimas de ontem [domingo] confirmam que [Nicolas] Maduro é um ditador que despreza a vontade do povo venezuelano”, disse o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, citando em comunicado do seu departamento, no qual se anunciou um congelamento de “todos os bens” do Presidente venezuelano nos Estados Unidos.

As sanções impostas impedem ainda que os cidadãos americanos possam fazer qualquer negócio com Nicolás Maduro.

 

+ VEJA MAIS AQUI: Força brasileiros

 

É praticamente um anúncio de que o país está disposto a guerrilhar com a Venezuela para que haja a manutenção da democracia no país.

O Pentágono planeja o envio de tropas à Venezuela para impedir que Nicolás Maduro permanece a frente do poder pelo uso da força contra a população. O governo americano exige eleições diretas para escolha de um novo presidente.

3 Comentários

Leave a Reply
  1. Até onde sei as eleições na Venezuela o povo não é obrigado a votar como no Brasil. O povo compareceu massivamente e votou. Como não há democracia na Venezuela? O que os americanos, essas pragas , querem é o petróleo do povo venezuelano e Maduro não dá mole para os Yankees. Ditadura das ratazanas foi no Brasil que derrubaram uma presidenta honesta para colocar uma quadrilha no poder e entregar o pré sal dos brasileiros para os Gringos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *