,

Faculdade demite 1.200 professores. É a reforma trabalhista!

Em 2018 a expectativa é que a economia continue patinando

A “nova” reforma trabalhista segue cometendo atentados em massa, tudo sob o pretexto de gerar mais empregos e oportunidades.

Na Faculdade Estácio de Sá os funcionários foram surpreendidos com a demissão de 1.200 professores, de um total de 10 mil. O objetivo é abrir nova contratação em janeiro de 2018 para 1.200 docentes sob o novo regime de contratação.

A instituição alega que os professores ganhavam acima do valor de mercado e por isso foi necessário fazer ajustes.

Na realidade a nova legislação trabalhista empurra para o empregado toda responsabilidade pelo recolhimento de impostos e pagamento de INSS. Cada professor será um autônomo podendo ser contratado de acordo com a conveniência de quem o contrata.

A  reforma ainda não provocou nenhum impacto relevante no mercado de trabalho que continua estagnado.

Os trabalhadores daqui pra frente deverão ganhar menos diante de uma carga tributária altíssima que destrói completamente o poder de compra das famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *