,

Forbes chama Black Friday no Brasil de Black Fraud

A revista Forbes mais uma vez ironizou a Black Friday realizada no Brasil na última sexta-feira de novembro. A data que nos Estados Unidos abre a temporada de compras de fim de ano e para as festividades do Natal, no Brasil ela considerada o melhor momento para enganar consumidores.

A publicação da Forbes critica duramente o evento no Brasil que segundo a revista é marcado por centenas de reclamações, produtos defeituosos e propagandas enganosas. E é verdade.

Neste ano o Procon registrou aumento de reclamações em 17% em relação ao ano de 2016. Consumidores registraram queixa por propaganda enganosa, distorção de preços e produtos com defeitos. Uma pesquisa demonstra que o brasileiro está menos confiante com a Black Friday.

Nos EUA a Black Friday registrou aumento nas compras. Os consumidores encontraram de serviços telefônicos até automóveis com descontos de 90%. Um veículo novo estava saindo pelo valor de US$ 3 mil quando o preço normal seria US$ 24.000,00. Isso mesmo, um desconto real de 21 mil dólares.

Um brasileiro que reside nos EUA postou vídeos na internet no dia da Black Friday onde ele mostra aparelho celular top de linha pelo preço de US$ 38,00, algo como R$ 120,00.

Verdadeiramente não há como o Brasil realizar promoções a nível de Black Friday porque os impostos que incidem sobre os produtos e a folha de pagamento de pessoal são exorbitantes. Sem a desoneração é impossível que um produto seja ofertado ao consumidor com desconto de 90%.

A Forbes mais uma vez sinalizou para os brasileiros que a Black Friday por aqui é na verdade uma jogada de marketing suja que explora a disposição do brasileiro em obter vantagem em tudo.

Você considera a Black Friday no Brasil uma Black Fraude?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *