,

Fundão eleitoral de R$ 1,7 bilhão vai bancar campanhas fraudulentas

As campanhas eleitorais no Brasil já apontaram que são objetos de fraude e acordos espúrios entre candidatos, empresários e eleitores. Os bolsões de miséria criados pelo próprio Governo Federal servem de currais eleitorais para compra de votos em troca de alimentos, materiais de construção e remédios.

Pra piorar ainda mais a situação, o governo contingenciou no orçamento para 2018 R$ 1,7 bilhão que serão destinados aos partidos políticos para financiamento de campanhas. Sem contar os R$ 40 bilhões que o governo já gastou com emendas, os candidatos terão mais dinheiro do Fundo Eleitoral.

A maioria dos partidos políticos que estarão na disputa eleitoral em 2018, caso ela ocorra, tem uma ligação no gigantesco esquema de corrupção investigado pela força-tarefa da Lava Jato.

Qual a solução? Uma intervenção militar e um governo democrático militar para organizar o país.

O PT, PMDB, PSDB e o PP são os maiores partidos em atividade no Brasil e todos estão com várias denúncias de corrupção e envolvimento dos seus principais candidatos em crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e recebimento de propinas.

Espanta saber que o dinheiro dos impostos arrecadado pelo governo custeará campanhas de corruptos para mantê-los por mais tempo no poder. É uma verdadeira aberração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *