,

Gilmar Mendes age novamente. Côrtes acertou: a “putaria” vai continuar

Todo mundo quer ser amigo de Gilmar

O ministro Gilmar Mendes é uma pessoa generosa e amigo fiel, isso ninguém pode negar. Quem nunca teve um amigo que depois de ocupar uma posição importante na vida virou as costas? Gilmar não abandona os seus!

Na sua posição de ministro do Supremo Tribunal Federal, a maior Corte do país, ele tem o poder do “veto”. É uma espécie de poder supremo concedido pelo “grande irmão” para ser utilizado em ocasiões como essa da Lava Jato.

Gilmar tem sido fiel e generoso com seus amigos.

O ministro acaba de soltar mais um: o médico Sergio Côrtes, amigo de Cabral.

Côrtes foi secretário de Estado de Saúde na gestão corrupta de Sérgio Cabral.

Como se pode ver neste e-mail enviado por Côrtes a Iskin em seus tempos de fraudes e roubalheiras e revelado durante as investigações que culminaram com a prisão dos dois:

— Meu chapa (…) podemos passar pouco tempo na cadeia (…) Mas nossas putarias têm que continuar.

Côrtes acertou numa das previsões (ficou meses preso; Iskin, nove meses). Espera-se que não na outra.

Na decisão, Gilmar registra que os fundamentos dados para a prisão de Sérgio Côrtes “se revelam inidôneos”, pois não há “indicação de elementos concretos, os quais, no momento da decretação, fossem imediatamente incidentes a ponto de ensejar o decreto cautelar”.

O ministro determinou ainda medidas restritivas a Sérgio Côrtes: proibição de manter contato com os demais investigados, proibição de deixar o país e entrega do passaporte em até 48 horas e recolhimento domiciliar no período noturno e nos fins de semana.

Você teve algum amigo que ficou bobo após ficar importante? Mande-o espelhar em Gilmar.

Todo mundo quer ser amigo de Gilmar Mendes. Até eu!

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Este tal deveria ser aposentado pq só decide pelo bem estar dos presos, nunca condena ninguém . É o amigo dos corruptos e bandidos, se assim posso dizer, aliás é uma decorrência direta de suas atitudes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *