,

Globo “amiga” de Cabral pratica jornalismo sujo no Rio. Confira!

A Rede Globo foi a emissora que mais elogiou de forma rasgada o ex-governador Sérgio Cabral, hoje preso por mais de 600 crimes contra o patrimônio público. A #Globo com todo seu expertise em jornalismo não viu nenhum crime à época que Cabral governava o Rio de Janeiro. Incrível!

O governo de Sérgio Cabral era motivo de reportagens elogiosas produzidas pela Rede Globo que, se a Polícia Federal e o MPF forem investigarem, deve ter recebido muito dinheiro em publicidade institucional.

A emissora foi acusada por Garotinho de sonegar imposto devido à época das Olimpíadas. Após a acusação feita, ao vivo, pelo próprio Garotinho durante entrevista no jornalismo da emissora, a diretoria da Globo teve que pagar quase R$ 1 milhão em impostos.

Eduardo Paes, ex-prefeito do Rio de Janeiro, é outro “amiguinho” das organizações Globo no Rio de Janeiro. Paes foi muito elogiado pela Olimpíada do Rio. Hoje ele mora em NY, nos EUA, onde desfruta de uma vida incompatível com o que ganhava quando era prefeito da cidade carioca.

Na edição do #RJTV, da rede Globo, desta segunda-feira (18), a emissora fez uma reportagem sobre Campos, onde Rosinha Garotinho foi prefeita, a Globo afirmou que a Prefeitura pagou por casas que não foram feitas. O fato foi desmentido pela Prefeitura. Existe uma ação contra a empresa #Odebrecht na Justiça.

A Globo negou ao marido de Rosinha Garotinho, o ex-governador #AnthonyGarotinho, o direito de resposta. Não publicaram a nota de sua assessoria e não aceitaram abrir espaço para entrevista.

Garotinho acusa a Globo e a #Odebrecht de revanchismo. De acordo com Garotinho, o senhor Benedicto Junior é padrinho do bandido Sérgio Cabral preso em Bangu 8. Logo, Bene estaria usando de informações falsas para prejudicar a imagem de Garotinho.

O motivo

Garotinho teria sido a pessoa que denunciou ao Ministério Público Federal a sociedade escusa entre a esposa de Benedicto Junior e a mulher de Sérgio Côrtes na abertura de uma joalheria, em Ipanema, no Rio de Janeiro, para lavar dinheiro da corrupção e de Cabral.

No Rio de Janeiro o blog do ex-governador foi o único que denunciou, dez anos atrás, todos os escândalos que estão sendo apurados pela Polícia Federal e o MPF.

Garotinho desafia a Globo e a Odebrecht a mostrarem provas materiais que possam incrimina-lo naquilo que apontam sobre ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *