,

Governo quer lançar cartilha para ensinar uso de banheiro unissex

O banheiro unissex é a mais nova polêmica nas escolas públicas, universidades e faculdades brasileiras. Após a declaração PUC-SP sobre a liberação do banheiro unissex, outras escolas querem implantar a mesma medida o que pode ser um risco para a segurança dos próprios usuários.

Um material ilustrativo, nos moldes da polêmica cartilha gay, está sendo confeccionado para ser distribuído com o objetivo de “ensinar adolescentes e jovens sobre o uso adequado do banheiro unissex”. A ideia está sendo levada ao deputado federal Jean Wyllys por um grupo ativista que defende a implantação da medida nas escolas.

A ideia já provocou reação em alguns pais de alunos

Em São Paulo uma associação de pais de alunos já declarou que entrará na Justiça caso a circulação do material seja permitida.

+ VEJA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO AQUI – UM MARMANJO NO BANHEIRO 

 

No Rio de Janeiro pais de alunos da rede de ensino estadual manifestaram repudiar qualquer decisão que venha beneficiar a implantação de banheiros unissex nas escolas do estado.

Em Minas Gerais a situação é a mesma do Rio. Os pais, em sua maioria, repudiam que alunos frequentem o mesmo banheiro.

5 Comentários

Leave a Reply
  1. Realmente os políticos do Brasil querem banalizar a nação!
    Não vou esperar pra ver no que vai dar!
    Tô caindo fora, para um novo país onde a moral e a ética prevalece!

  2. Para os idiólogos de gènero, ser hétero é ser homofóbico…esses discursos tem como foco a destruição da família através da apologia ao homosexualismo, pedofilia e incesto.

  3. Isso faz parte da doutrinação comunista nos países que eles querem impor suas doutrina. E eles são assim mesmo, quando querem defecar ou urinar fazem rodinhas homens e mulheres, descem as calças e levantam o vestido e descem as calcinhas e gemem e urram todos juntos.
    É tudo muito normal entre eles. Mulheres e homens quando em grupos reunidos alguém sentindo-se apertado, homem ou mulher, grita: Esperem aí que vou dar uma cagada ou mijada e todos interrompem aguardando.
    São criaturas superiores que venceram os preconceitos e vivem como os animais irracionais normalmente.
    O correto seria a ONU criar um território como fez para Israel para que os países não adaptados a essa tamanha evolução humana extraditem eles para lá, como é nosso caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *