,

Governo tem 346 mil apadrinhados políticos com super salários

Os maiores salários nas estatais brasileiras estão sendo pagos para apadrinhados políticos que ocupam vagas de diretorias e assessorias, todos indicados por um deputado federal ou senador. Ao todo são 504 mil funcionários, sendo que 346 mil entraram através de nomeação política.

De acordo com informações no Portal da Transparência, os salários variam entre R$ 10 mil e o teto máximo de R$ 33 mil. Um cargo de diretor, por exemplo, na estatal INB (Indústria Nuclear do Brasil), que serve para absolutamente nada, recebe R$ 19,4 mil por mês. A INB é um dos elefantes brancos dentro da estrutura do governo onde os partidos indicam seus afilhados e colocam terceirizadas para prestação de serviços.

O Tribunal de Contas da União estima que exista cerca de 1,1 milhão de funcionários pendurados no Executivo, Legislativo e Judiciário. Desse total 346 mil entraram via nomeação política, sem concurso público e com salários expressivos.

No balanço geral as estatais fecharão o ano com 506,8 funcionários nomeados o que representa o maior registro desde 2010, segundo dados do Ministério do Planejamento.

Apesar do inchaço da máquina pública o governo realizou nas estatais o PDV (Plano de Demissão Voluntária) que atingiu o Banco do Brasil, Caixa, DATAPREV, Casa da Moeda, Banco do Nordeste, Correios, Valec e outras.

Um Comentário

Leave a Reply
  1. Comentários sobre o quê??? Se todos somos sabedores que isso é uma verdadeira quadrilha de bandidos, com seus territórios divididos entre eles para saquearam nosso país é o nosso povo que assiste a tudo, calado e de braços cruzados sem nenhuma reação????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *