,

Governo vai negativar nomes de microempreendedores

O governo vai negativar o CPF de milhares de microempreendedores que ainda não conseguiram quitar as dívidas que estão no CNPJ de suas empresas. O prazo final para renegociação da dívida com a Receita Federal expira na próxima sexta-feira (26).

O maior segmento empresarial do Brasil tem 1,43 milhão de CNPJ’s suspensos em razão da crise econômica que derrubou o faturamento das pequenas empresas. Para esses pequenos empreendedores o governo não deu anistia.

Desde 2008 quando a modalidade microempreendedor foi criada, o Brasil registrou 7,5 milhões de novos negócios. De lá para cá, em 2017 esse número caiu assustadoramente e passou a contabilizar negativações e suspensões. A morte do microempreendedor poderá ser consolidada em apenas cinco anos caso a economia não reaja.

Dois pesos, duas medidas

No topo da pirâmide estão as grandes empresas que ganharam anistia de 99% do valor de suas dívidas incluído os juros. Para os bancos o governo deu anistia recorde, como foi o caso do Itaú que teve o abatimento de uma dívida de R$ 20 milhões com o Governo Federal.

A JBS é outra gigante que foi beneficiada com empréstimos de capital de giro mesmo estando devedora junto à Previdência. Somente com a Seguridade Social a dívida da empresa dos irmãos Batista ultrapassa R$ 100 milhões.

A medida do governo em apertar os microempreendedores contra a parede inibe o desenvolvimento de um segmento que emprega milhares de brasileiros e intimida a inovação.

VEJA AQUI COMO REGULARIZAR A SITUAÇÃO JUNTO À RECEITA FEDERAL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *