,

Janaína Paschoal denuncia concurso da USP e perseguição

Janaína Paschoal precisa torcer muito e lutar por uma intervenção ou mudanças de paradigmas no Brasil, do contrário será para sempre alvo de perseguição por parte de quem comanda órgãos ligados ao Governo Federal.

Nesta semana a autora do pedido de impeachment de Dilma Roussef acusou perseguição por parte da Universidade de São Paulo (USP). Janaína fez o último concurso para professora titular e foi reprovada. O que de fato gera suspeita.

Ela trabalha na Faculdade de Direito desde 2003, tem um ótimo currículo e mesmo assim ficou em último lugar. A maldade é tanta que os veículos de imprensa fizeram do fato uma notícia.

“Não tenho como negar a perseguição, não é só política. Já sabia que não teria a menor chance de ganhar. Eles me veem como uma conservadora”, disse Janaína.

A USP nega qualquer tentativa de perseguição. Entretanto, a professora entrou com recurso onde afirma que o primeiro colocado não apresentou um trabalho original. Se ficar comprovado, a USP vai confirmar o que muita gente desconfia.

Você acredita que a universidade federais se tornaram redutos de comunistas?

Você conhece alguém que já foi perseguido em alguma universidade por não apoiar a esquerda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *