,

JBS ganha perdão de dívidas bilionário

Política é política. A JBS que teve como um de seus principais executivos o atual ministra da Fazenda, Henrique Meirelles, não ficou de fora do Refis promovido pelo presidente Michel Temer sob o pretexto de melhorar a arrecadação.

Apesar da delação de Joesley Batista arranhar a imagem do presidente da República, na hora de falar em negócios o que conta é quanto cada um ganhará em vantagens em cima do Brasil. É o caso da JBS.

Uma das maiores devedoras do Fisco e da Previdência, a empresa dos irmãos Batista foi beneficiada com todas as vantagens concedidas pelo presidente e deputados que aprovaram o novo Refis. A JBS se safou de uma dívida de R$ 1,1 bilhão com o abatimento de “e 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora e de ofício e 100% dos encargos legais”.

Eles podem até brigar entre si mas na hora de repartir o bolo são unidos.

Temer se mantém fiel a seus ajudadores, afinal não teria um governo Temer sem a colaboração da JBS.

A JBS que já foi um nome de peso no mercado mundial de proteínas segue respirando e aos poucos vai superando a pressão. Ficam dívidas de R$ 4 bilhões que serão quitadas em suaves prestações ao longo de 12 anos e um mês, coisa de 145 prestações. E olhe lá se pagar!

Meirelles jamais abandonaria seus antigos patrões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *