,

Joesley comprou deputados para Dilma e Michel Temer

No anexo 13 da delação de Joesley batista, isso mesmo, 13 número do PT, o empresário conta que foi procurado pelo deputado João Bacelar – a mando de Guido Mantega – para tentar evitar o impeachment de Dilma Rousseff.

Subornos

No sábado anterior a votação do impeachment, o deputado apareceu em sua casa por volta das 22:30 com a missão de convencer o empresário a “comprar alguns deputados para votar em favor da presidente Dilma”.

“Que Bacelar apresentou então uma lista de não menos do que 30 deputados dispostos a votar em favor de Dilma, em troca do pagamento de propina solicitada de até 5 milhões de reais para cada qual.”

Segundo o anexo, Joesley acabou concordando em comprar 5 deputados federais ao custo de R$ 3 milhões cada. Dos R$ 15 milhões, o dono da JBS diz que já pagou R$ 3,5 milhões, sendo que os últimos R$ 500 mil foram pagos na sua casa, em março de 2017.

Na outra ponta

O mesmo Joesley que tentou barrar o impeachment também abasteceu de dinheiro o grupo pró-impeachment favorecendo ações que pudessem desestabilizar o governo e fomentando outras que para pressionar a saída de Dilma Rousseff.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo

Hey there!

Sign in

Forgot password?
Close
of

Processing files…

error: Content is protected !!