,

Jonatan Diniz foi expulso da Venezuela

Ministro trata o caso como incidente

O ditador Nicolás Maduro desafia o Brasil quando decide manter preso e depois expulsar do país o brasileiro Jonatan Diniz que estava na Venezuela em missão humanitária.

Jonatan ficou sequestrado pelos guerrilheiros de Maduro desde o dia 27 de dezembro de 2017 quando foi levado para um local conhecido como Tumba, onde são interrogadas as pessoas presas pela regime do ditador.

No sábado (06), o Itamaraty comunicou que Diniz não estava mais na Venezuela. Também não soube informar o paradeiro exato do rapaz. Segundo informações, ele teria regressado aos Estados Unidos da América de onde partiu para a missão humanitária.

O ministro das Relações Exteriores tratou o episódio como “incidente”. “O incidente envolvendo o brasileiro Jonatan Moisés Diniz foi encerrado, com sua expulsão da Venezuela”, escreveu o ministro em sua conta.

A polícia política da Venezuela tem atuado na direção de conter qualquer manifestação contra o ditador Nicolás Maduro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *