,

Jovens aprendizes são demitidos: “Não podem trabalhar!”

A justiça determinou que uma Organização Não-governamental que emprega jovens aprendizes no serviço de comercialização de cartões para estacionamento rotativo na cidade de Tupã, em São Paulo, demita imediatamente 94 meninos e meninas.

Os jovens empregados pela ONG passaram por um processo seletivo e de verificação social pois a entidade tem como finalidade criar meios para que as famílias em condição de risco social ganhem reforço na renda. Todos os jovens que ficaram desempregados são oriundos de famílias carentes.

A decisão da justiça causou indignação na comunidade

Atuando em prol da comunidade de Tupã desde 1968 a Legião Mirim de Tupã é reconhecida por ser responsável pelo primeiro emprego da maioria dos moradores da cidade. São jovens carentes com idade entre 16 e 17 anos que precisam da primeira experiência e do reforço financeiro para ajudar em casa.

Os jovens somente atuam mediante autorização judicial que é fornecida pelo juiz da Vara da Infância e da Adolescência. Em decisão recente, a última palavra sobre o assunto foi transferida para a Justiça do Trabalho que barrou a renovação do contrato com os meninos e meninas.

O juiz José Roberto Dantas Oliva, negou a autorização de renovação sob o fundamento de que o trabalho nas ruas é “prejudicial à formação do menor e coloca em risco a sua segurança”.

O que você acha dessa decisão?

4 Comentários

Leave a Reply
  1. O juiz de Tupã é um perfeito idiota. Se ele tem notícias de perigo ou algum envolvimento prejudicial às crianças ele deve chamar a administração da ONG e discutir o problema para que seja dada uma ou várias medidas de solução para o problema de segurança que ele está citando. Não pode um fdp simplesmente recusar a revalidação de um benefício que a ONG espalhou em Tupã desde 1968 sem dialogar e assim sem a menor capacidade de avaliar, na dimensão e altitude de seu pedestal profissional, a merda que irá repercutir na vida das famílias envolvidas a decisão capenga, unilateral, burra, parcial, estúpida, intempestiva, inoportuna, prejudicial, incoerente, incompetente, nazista e fascista, se ele não corrigir o problema com a ONG, seja com a atual diretoria ou pelo menos com a sociedade que ela representa ou beneficia. Se nada fez e apenas legislou, é um perfeito idiota que vive à margem da realidade social internacional. O melhor seria aposentar-se e cuidar de outra profissão, quem sabe ser juiz de futebol. É uma boa saída. Lá do comebol.

  2. Proibir estes jovens de trabalhar, no meu modo de ver, é direciona-los para um caminho indigno, a menos claro, que a decisão judicial venha acompanhada de outro tipo de trabalho, coerente com sua condição de menor de idade. Será que foi isto que aconteceu ?

  3. A JUSTIÇA ESTA TERMINANDO DE ACABAR COM O BRASIL,, SAI CADA LEI PRA PREJUDICAR O POVO E O POVO NAO ACORDA ,, OS MENORES ENTAO TEM QUE ROUBAR PRA SE SUSTENTAR ?? COM ESSE GOVERNO E OS POLITICOS QUE TEMOS HOJE FAZENDO LEIS PRA SE BENEFICIAR ,,ELES NAO PENSEM QUE QUANDO O POVO SE REVOLTAR NAO VAI SOBRAR NENHUM CORRUPTO PRA CONTAR SUA HISTORIA JA A TEMPO ESTAMOS CONSADOS COM ESSA BURGUESIA COMUNISTA NO PODER NAO FALAVAM ELES ANTES DE ENTRAR LA QUE TUDO IA SER DIFERENTE IAM AJUDAR O POVO ? ISTO E CRIME INAFIANÇAVEL ENGANAR UMA NAÇAO ,,ESTAMOS PEDINDO URGENTE INTERVENÇAO DAS FORÇAS ARMADAS PARA ORGANIZAR A NAÇAO BRASILEIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *