,

Luciano Huck pegou dinheiro público pra comprar jatinho

Operação teve o banco Itaú como intermediário

O apresentador Luciano Huck, amigo pessoal de Aécio Neves e outros investigados na Lava Jato, de bobo não tem absolutamente nada. Huck entrou na onda do BNDES na gestão petista para fazer uma enorme aquisição, comprar um jatinho particular.

A façanha foi a mesma utilizada por diversos barões da mídia brasileira. Empresários aproveitaram a abertura do BNDES durante a gestão Lula e Dilma para obtenção de empréstimos vultosos com objetivos explicitamente pessoais.

A jogada é a mesma. Luciano Huck e Angélica utilizaram da empresa Brisair Serviços Técnicos e Aeronáuticos Ltda. onde figuram como sócios para aquisição de um luxuoso avião modelo Premier 1, da Raytheon. Na época a linha de crédito através do BNDES oferecia juros baixíssimos para aquisição de “Máquinas e Equipamentos”. O banco Itaú, patrocinador do Caldeirão do Huck, intermediou a negociação.

Não absolutamente nada de ilegal e ilícito na transação do empréstimo, porém o BNDES é um banco para fomentar crescimento e desenvolvimento social com foco em pequenos empreendedores. Pelo menos era, até Lula assumir e colocar na carteira principal da instituição o objetivo de injetar dinheiro nos “campeões brasileiros”.

O avião está financiado e pertence, por enquanto, ao banco Itaú. O desembolso de R$ 17 milhões do BNDES ajudou a engordar a conta do banco privado que adquiriu a aeronave e repassou ao apresentador. É uma operação feita via FINAME que serviu para realizar um desejo pessoal.

Resta saber se a empresa Brisair tem demanda e capital para tal aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *