,

Maduro acusa o Brasil e pede à Interpol que prenda procuradora

O ditador Nicolás Maduro declarou nesta quarta-feira (23) que o Brasil acoberta uma “fugitiva da lei” e fez ameaças ao país.

A ex-procuradora Luísa Diaz desembarcou em Brasília com a missão de contar tudo que sabe sobre as relações entre o Brasil da era Lula e Dilma com o ditador Nicolás Maduro. Ela declarou que delatará o esquema da Odebrecht na Venezuela.

O ditador Nicolás Maduro reagiu com raiva.

Maduro pediu à Interpol que aja no Brasil no sentido de prender imediatamente Luísa Diaz que ele considera “fugitiva da lei”. O venezuelano exonerou a procuradora assim que desrespeitou a Constituição de seu país criando a sua própria Constituinte.

O Itamaraty não quer falar sobre as declarações de Nicolás Maduro e não vai manifestar sobre  a presença de Luísa Diaz no Brasil.

A procuradora diz ter vindo atendendo convite da Procuradoria para um evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *