,

Médicos batem ponto e vão malhar, fazer lanche e passear

A farra do ponto em São Paulo

Eles chegam ao hospital público batem o ponto no equipamento de leitura digital, dão bom dia aos funcionários e saem normalmente para fazer lanche, malhar, resolver problemas pessoais e passear com a família. Esses são os médicos que foram flagrados pela equipe do Fantástico atuando em São Paulo.

A farra do ponto acontece no hospital público de Sorocaba, em São Paulo, onde os médicos são contratados e remunerados pela prestação de serviços por 12 horas de plantão. Entretanto o Fantástico constatou que o plantão é substituído por passeios, horas na academia e atendimento em clínicas particulares.

Os pacientes passam horas no hospital em busca de atendimento à espera de um médico. Nem sempre conseguem. As filas se formam, a sala de espera e os corredores ficam lotados, porém o problema está onde deveria ser a solução. Os médicos flagrados não cumprem suas obrigações.

Um deles chega a receber mais de R$ 20 mil por mês pelos plantões que na verdade não cumpre. Outro recebe R$ 9 mil por atendimentos que não presta. O dentista que foi filmado atendendo em sua clínica particular em horário de expediente que deveria ser público ganha R$ quase R$ 5 mil.

A Prefeitura, segundo informações, paga regularmente os profissionais para evitar que à Saúde seja afetada por algum movimento de greve. Médicos chegam a ganhar R$ 20 mil por 4 horas de trabalho semanal. É bastante dinheiro!

O secretário-adjunto de Saúde disse ao Fantástico que os profissionais serão demitidos e processados para devolverem os valores recebidos pelos serviços que não foram prestados.

Confira a excelente reportagem do Fantástico.

 

Um Comentário

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *