,

Meirelles culpa o Congresso pelo rebaixamento

O Brasil pode ficar sem empréstimos no exterior

Henrique Meirelles jogou toda culpa pelo rebaixamento da nota de crédito do Brasil, no exterior, em cima do Congresso. Na fala do ministro a responsabilidade pela queda, que deixará o país sem crédito lá fora, é do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

Meirelles atribui a culpa aos deputados que não votaram as medidas consideradas importante por ele para ressuscitar a economia brasileira. O tão desejado ajuste fiscal, apesar do arrocho que os brasileiros vivem, deveria ser maior do que o executado até agora.

O presidente Michel Temer está preocupado com a declaração de Henrique Meirelles. Temer imagina que a declaração do ministro possa provocar uma reação negativa na base.

O governo ainda tenta buscar votos suficientes para aprovação da reforma previdenciária. Há fortes rumores que os deputados não aceitarão votar um projeto tão polêmico em período eleitoral.

A decisão da agência de risco Standart&Poors (SP) acendeu o sinal de alerta na equipe econômica. O Brasil pode enfrentar sérias dificuldades para captar investimentos no exterior.

2 Comentários

Leave a Reply
  1. Em primeiro lugar é importante assinalar que a representante da empresa responsável pelo rebaixamento explicou que esta nota ainda permanecerá pelo menos por mais um ano e assim que quaisquer aprovações de reformas importantes não teriam efeito imediato antes de dois anos ou mais. É claro que a corrupção sim, que foi citada, e que ainda não está dando resultados claros e imediatos e por outra a grande máquina do governo pesada e os favorecimentos aos próprios deputados que foram comprados pelo Temer de uma maneira escrachante tenha infulenciado mais do que as aprovações porque deixa claro que a grande corrupção, a do governo central vai continuar com o Temer. Culpa tb das FFAA que nada fazem e têm medo de tomar atitudes definitivas.
    Pior será se for eleito um presidente da linha de partidos corruptos e aí a coisa vai piorar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *