,

Meirelles mente de novo: inadimplência aumenta em janeiro

A economia não reage e as dívidas aumentam

Henrique Meirelles tem dado constantemente declarações sobre a economia brasileira. O ministro insiste na tese que a economia brasileira se recuperou e está em amplo crescimento. Os números apresentados entram em contradição com a realidade.

Em janeiro de 2018 a inadimplência aumentou 2,1% em relação ao mesmo período em 2017. O brasileiro não está conseguindo pagar suas contas.

Esse foi o maior crescimento desde junho de 2016, quando a elevação foi de 2,78%. Na comparação mensal com dezembro de 2017 o aumento foi de 0,96%, o maior desde maio de 2017. Segundo os dados do Indicador de Inadimplência do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), divulgados sexta-feria (9), são mais de 60,7 milhões de consumidores brasileiros inscritos em cadastros de inadimplentes, número que representa aproximadamente 40% da população adulta do país.

Os dados são preocupantes

Analistas avaliam que ainda não aconteceu um ganho real da renda do trabalhador o que prejudica fortemente o crescimento da economia. A alta dos combustíveis puxou a alta de diversos itens essenciais o que diluiu o poder de compra da população.

De acordo com o indicador, cinco em cada dez dívidas pendentes (51%) de pessoas físicas no país têm como credor algum banco ou instituição financeira. A segunda maior representatividade fica por conta do comércio, que concentra 18% do total de dívidas não pagas, seguido pelo setor de comunicação (14%). Os débitos com as empresas concessionárias de serviços básicos como água e luz representam 8% das dívidas não pagas no Brasil. (ABr)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *