,

“Mídias Independentes” ganharão patrocínio do governo. Voltou!

Eles estarão juntos de novo

O estado decidiu definitivamente controlar a internet através da criação de um fundo para destinar dinheiro para “mídias independentes”. É a mais nova atuação legislativa no âmbito das redes sociais que terão aval do governo para recebimento de dinheiro via patrocínio público.

A proposta partiu da deputada federal Luciana Santos (PCdoB) que enviou à Comissão de Cultura da Câmara o PL 7354/14 onde cria o Fundo de Desenvolvimento da Mídia Independente (FDMI) cuja finalidade é financiar programas, projetos e atividades da mídia independente com dinheiro público.

O texto define como “mídia independente” emissoras de rádio e TV comunitárias, incluindo as utilizadas por organizações não governamentais (ONGs) e universidades, rádios e TVs educativas, produtoras brasileiras regionais independentes e “veículos de comunicação de pequeno porte” – normalmente, websites de extrema-esquerda.

A relatora do projeto, a deputada petista Maria do Rosário, deu parecer pela aprovação. No parecer a deputada considera que as mídias independentes contribuem para levar a verdade até o público.

“Ao fomentar o florescimento de mídias alternativas, contribuirá para que a realidade chegue ao público por novos ângulos, novas visões, novas opiniões, engrandecendo o debate público sobre temas importantes para a população”, completou.

E você o que acha disso?

Um Comentário

Leave a Reply
  1. Senador não pode exercer cargo de empresário, dono de empresa! Com certeza tudo é tapeado com laranjas e outras formas de esconder a realidade, pois a maioria dos nossos políticos são mesmo cafajestes e corruptos. O que será deste País num futuro próximo, com esse bando de ladrões e bandidos ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *