,

Ministro afirma que partidos institucionalizaram o crime

O ministro Luis Roberto Barroso fez uma das declarações mais lúcidas e transparentes sobre a atuação dos partidos no atual sistema político brasileiro. Barroso participou de palestra na CNSeg, na Baixada Fluminense, nesta terça-feira (19).

“O sistema partidário hoje é a instituição da desonestidade”, sentenciou o ministro Barroso.

Segundo ele os partidos vivem de dinheiro do Fundo Partidário, que não é pouco, e não maioria dos casos se apropriam desses valores para uso de forma privada. O ministro ainda foi mais longe. Os partidos têm dono e o tempo de televisão é vendido como forte numa disputa eleitoral.

O ministro lamentou e denunciou a falta de vontade política dos parlamentares para fazer uma grande reforma política.

Barroso denunciou também que a corrupção no Brasil é endêmica e sistêmica. O que vai de encontro com as declarações do juiz federal Sérgio Moro, da Lava Jato.

“Não sou uma das pessoas que tem visão punitivista da vida, porém direito penal absolutamente ineficiente e incapaz de enfrentar o crime do colarinho público criou um país de ricos delinquentes. Um país em que pessoas são honestas ou desonestas se quiserem ou não quiserem”, disse Barroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *