,

Ministro da Justiça afirma: “denunciar corrupto mina a democracia”

O que vai ler nas próximas linhas dessa postagem é uma afirmação gravíssima que demonstra bem o quadro de instabilidade e desconfiança que está instalado na democracia brasileira. A declaração é do ministro da Justiça, Torquato Jardim.

Em entrevista concedida ao jornal Valor Econômico, de grande circulação nacional, o novo ministro da Justiça, colocado estrategicamente pelo presidente investigado Michel Temer, declarou que “o custo da Lava Jato é alto demais e que as denúncias contra os corruptos minam a democracia”. Isso está colocado textualmente no jornal.

O Brasil está perdido

Na concepção de Torquato Jardim, com base naquilo que ele declarou sobre a Lava Jato e seus efeitos sobre os corruptos, é possível entender que o ministro considera “alto” o preço da limpeza mas ignora os valores absurdos extraviados pelos chefes da ORCRIM ligados ao PT, PSDB e PMDB.

É triste que um ministro da Justiça assuma uma postura aliada de partidos políticos quando deixa a entender que a soberania nacional, a justa sociedade, o interesse público e a defesa da nossa democracia sejam relegados a segundo plano em troca da manutenção de uma organização criminosa.

3 Comentários

Leave a Reply
  1. Esse Torquato Jardim não é um homem racional e sim um psicopata como o é o atual presidente e muitos ocupante de funções públicas no Brasil.
    O Brasil foi afundado por psicopatas que não pretendem ser desalojados de jeito nenhum considerando-se competentes e plenos.
    Se não mudar totalmente agora será o fim do Brasil e sua entrega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *