,

Ministro de Temer vende cargos públicos por mesada

O ministro de Michel Temer cuja filha, deputada, teve um casamento que custou mais de R$ 1 milhão mostra como é fácil bancar mordomias: basta usar dinheiro público.

Ricardo Barros é o atual ministro da Saúde no governo Michel Temer. Imagina o que ele não deve fazer por lá. Ele agora é acusado de vender cargos públicos em troca de uma singela mesada de R$ 15 mil por mês.

A delação partiu do empresário Eduardo Lopes que acusa o ministro Ricardo Barros.

Souza foi um dos alvos da Operação Quadro Negro que apura crimes de corrupção no governo de Beto Richa (PSDB). A construtora Valor de propriedade de Lopes recebeu R$ 20 milhões em pagamentos sujos. O empresário disse à Justiça que o dinheiro era entregue ao cunhado do ministro da Saúde, Juliano Borguetti.

Para ter o cargo tinha que pagar mesada. A reportagem apurou que assim foi feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *