,

Mulher tenta atravessar o muro entre EUA e México e viraliza na internet

O muro fronteiriço Estados Unidos–México é um muro de segurança construído pelos Estados Unidos em parte da sua fronteira com o México. O seu objetivo é impedir a entrada de imigrantes ilegais, sobretudo mexicanos e centro-americanos procedentes da fronteira sul, em território dos Estados Unidos. Talvez vocês gostem da nossa matéria com as 7 coisas que você não sabia sobre o MS-13, a gangue mais perigosa do mundo.

A sua construção teve início em 1994, durante o governo de Bill Clinton, para reduzir o transporte de drogas ilegais fabricadas na América Latina e imigração. A presença do muro em 100% da fronteira foi uma proposta de Donald Trump, em sua campanha eleitoral, o que deixou muita gente estressada. Bom, mas hoje não vamos falar de política, mas sim de um caso curioso que aconteceu no tal muro fronteiriço.

 

Como todos vocês devem saber, não é de hoje que temos notícias de pessoas tentando atravessar do México para os EUA, certo? Mas e com um muro no meio do caminho, como as pessoas fazem para ir para os EUA? Um caso chamou a atenção, pois uma mulher mexicana foi deixada pendurada no muro por homens responsáveis por garantirem sua travessia.

 

A mulher, de 37 anos de idade, que teve a identidade ocultada, ficou pendurada a cerca de 4,5 metros do chão, na parte do muro que fica perto de Nogales, no Arizona. Quando os policiais chegaram no lugar, os homens que tinham prometido levar a mulher até os EUA, fugiram. Ela, como não é boba nem nada, ainda tentou escalar o muro, mas não obteve sucesso em sua fuga. Os policiais cortaram a corda e ela até teve alguns ferimentos, mas nada grave. Os homens que prometeram levar a mulher até os EUA não foram identificados, mas a mulher vai responder um inquérito para as autoridades dos EUA.

Bom, infelizmente a mulher não conseguiu chegar ao seu destino, mas isso não faz com que a imagem dela pendurada no portão não seja engraçada. E vocês, tentariam escalar um muro desse tamanho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *