,

Municípios reajustam impostos em 1000%

Este ano moradores reclamam do absurdo aumento de taxas de coleta de lixo e IPTU. Várias cidades o reajuste começou com 50%, 100%, 300% e teve registro de 1000% em alguns casos. Muito acima do índice oficial da inflação anunciado pelo governo de 3%, em 2017.

Em São Caetano do Sul, na região do ABC paulista, o IPTU de R$ 678,92 passou para R$ 1.465,56 conforme informou a moradora Eunice Guimarães. O aumento de 115%. Ela reclama que é aposentada e recebeu apenas 2,5% de reajuste na aposentadoria.

Florianópolis registra o mesmo absurdo. O aumento na coleta da taxa de lixo ultrapassa 100%. O valor colocou moradores em situação desesperadora porque fez disparar a despesa em casa. De R$ 434,32 a taxa foi para R$ 1.074,08.

São Gonçalo, município do Rio de Janeiro, a taxa para coleta de lixo sofreu reajuste de 96%. O valor cobrado dos moradores era R$ 152,95, foi para R$ 296,01. Há reclamações que o serviço prestado é de baixa qualidade e não justifica o aumento exorbitante.

Em Londrina, Paraná, a Prefeitura também ultrapassou os limites da tolerância. O valor cobrado era R$ 48,98 em 2017, subiu para R$ 449,28. Os aposentados estão sem condições para efetuar o pagamento.

Campo Grande o relato é o mesmo. O valor antes cobrado de R$ 417,47 passou em 2018 para R$ 1.158,47. Os empresários estão abismados com tamanha ousadia do prefeito.

Os moradores dessas cidades e tantas outras do Brasil assustaram ao receber os impostos municipais desse ano. Muitos reclamaram porém os prefeitos justificam com explicações estapafúrdias.

Secretários municipais foram escalados para falar em nome dos prefeitos. Eles alegam que os valores anteriormente cobrados estavam defasados e por isso foi necessário fazer reajustes. Há desculpa que alguns carnês foram impressos com “erros técnicos” e por isso serão revistos.

Os cálculos variam de uma cidade para outra, porém o que ficou claro é que de um município para outro os impostos aumentaram de forma absurda.

7 Comentários

Leave a Reply
  1. Povo bovino tem de se fuder.para
    Tomar vergonha na cara .se informar
    Mais e também ir para as ruas.
    Canalhas roubam , saqueiam .
    Nada muda vem o novo bandido
    Eleito. E pau no rabo do pagador de
    Imposto.

  2. Há pelo menos 3 decisões drásticas a serem tomadas (ALIÁS PRECISO SABER COMO FOI AQUI EM CAMPINAS PQ EU PAGO ALUGUEL); 1) Os proprietários e os inquilinos deveriam correr atrás do possível prejuízo e se unir. Uma das propostas é ativar os Vereadores prometendo não votar mais neles se não votarem a proibição de reajustes superiores à inflação, porque, o Brasil entraria num surto inflacionário, AFINAL porque os ladrões da democracia agora estão metendo mesmo a mão. E ainda se unir para tomar outras providências caso esta não fizer efeito; 2) O Judiciário bem que poderia impedir aumento acima da inflação ou então não haverá mais parâmetro de reajustes e seja o que Deus quiser, uma perfeita balbúrdia pq todo o mundo pode provocar qualquer aumento acima da inflação, como já fazem os bancos, à vontade com os juros escorchantes dos cartões; 3) Não solucionadas as questões polÍtica ou administrativamente pelo governo o negócio é a saída pelo CALOTE GERAL.

    • Correto, Edison! Se tomarmos o exemplo de que em menos de um ano o litro da gasolina subiu quase 1 real, temos a nítida comprovação de que os preços não acompanham os ganhos dos salários e afins. E nesse quesito, o Governo é o grande culpado pela inércia e a subserviência dos roubos da corrupção. Como sabemos de que a nossa economia está falida e sem volta, o caos é simplesmente uma questão de tempo. Conquanto, alguém ainda tem dúvidas de que estamos pagando pelos absurdos dos desgovernos do PT e PMDB?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *