,

O Pacto de Princeton: Lula e FHC implantam o comunismo no Brasil

Em 1993 FHC e Lula se reuniram em Princeton, nos EUA e juntos consolidaram o pacto socialista para solidificarem as esquerdas na América Latina. Lula representava o Foro de São Paulo, organização que fundou em parceria com Fidel Castro para fomentar o SOCIALISMO-COMUNISMO na América Latina; FHC respondia pelo Diálogo Interamericano, grupo ligado ao Partido Democrata norte-americano e marcado pelo socialismo fabiano. O objetivo do pacto era estabelecer uma estratégia definitiva que pudesse pavimentar o projeto de poder da esquerda latino-americana – e que pudesse se sustentar com a derrocada da União Soviética (URSS). Entre os os termos do acordo constavam:

. A participação de revolucionários guerrilheiros nas eleições;
. O controle populacional, promovido com esterilizações, o estímulo de uniões homossexuais e a legalização do ABORTO;
. O enfraquecimento da Igreja Católica para prevenir reações contrárias aos projetos estabelecidos. Um dos mecanismos utilizados para este fim foi a Teologia da Libertação – um simulacro de teologia forjado para perverter a fé e politizá-la, para parasitar a Igreja Católica e ardilosamente instrumentalizá-la em favor das ambições revolucionárias;
. O enfraquecimento das Forças Armadas;

Vale lembrar que em 1989 Lula esteve com FHC em Brasília e solicitou que aprovasse a criação do Foro de São Paulo no Brasil. FHC não só aprovou a criação da organização como indicou o lugar mais apropriado para sua edificação. FHC não se tornou membro do Foro porque já era Co-Presidente do Diálogo Interamericano, uma organização de esquerda com os mesmos princípios e ideologias do Foro de São Paulo.

Vária páginas, artigos jornalísticos, sites e blogs reproduziram e reconstruíram a história deste PACTO que repercutiu diretamente, não só no cenário político nacional, para a construção de uma atual “democracia das esquerdas”, mas contribuiu também para produzir um ambiente cultural que alimenta e fortalece este nefasto e ambicioso projeto de poder, uma hegemonia SOCIALISTA-COMUNISTA idealizada por FHC e Lula. Para isso um trabalho lento e continuado foi iniciado no governo de FHC.

O marxismo e o gramscismo foram injetados em doses homeopáticas e incessantes dentro do meio social. O primeiro passo foi estabelecer a destruição do ensino público, destruir a direita, demonizar as Forças Armadas e injetar os ensinamentos de Antonio Gramsci na cultura, na mídia, nas artes e no ensino público. Desta forma uma nova sociedade estaria em construção, a “nova classe”. A nova classe nada mais é do que a classe dos imbecis e dos idiotas úteis. O sucesso foi total e hoje os resultados são colhidos em abundância pelos quatro cantos do país.

O patrocínio da desinformação pela grande mídia

A desinformação é outra arma poderosa nas mãos do PT e do PSDB. No Brasil a dita “desinformação” é total, e parte principalmente da mídia que é controlada desde o governo de FHC, passando por Lula e Dilma, e que serve sobretudo para manter o povo alienado.

O Foro de São Paulo

O Foro de São Paulo totaliza 15 presidentes eleitos e em exercício simultaneamente na América Latina – são 15 países nas mãos do Foro de São Paulo e todos sofrem o mesmo processo político imposto pelo Diálogo Interamericano de FHC. FHC. Fidel Castro e Lula são os cabeças do processo e portanto, os principais personagens do golpe socialista na América Latina. Todos estão envolvidos na trama e inseridos dentro dos movimentos que traçam os novos rumos do mundo, “A Nova Ordem Mundial”, agora municiada e fortalecida com a criação do “Movimento Eurasiano”, uma nova ordem liderada por Russia e China. O Brasil faz parte do processo destas Novas Ordens e por isso mesmo o BRICs foi criado.

A conspiração é grandiosa e está além da imaginação e da compreensão de milhares de pessoas que não conseguem absorver os conteúdos necessários para se entender este complexo processo político de controle mundial.

E tem gente que ainda se preocupa com a briga do PT e PSDB pelo poder no Brasil, dois meros coadjuvantes nesta maligna conspiração contra a democracia mundial. Dá vontade de rir desta gente que não entende de nada e que grita como cachorro pisoteado quando vê seu candidato esculhambado por alguma página, blog ou site. A imbecilidade do povo é tão grande que nem ao menos percebe o quanto um partido é controlado pelo outro.

PSDB e o PT são partidos de esquerda, possuem o mesmo DNA político, os mesmos ideais e o que os difere é a forma como engolem, dominam, enganam e roubam o Estado.

O PMDB é a grande meretriz.

Um Comentário

Leave a Reply
  1. FHC e LULA são uns bandidos. Esses dois crápulas iniciaram a derrota da democracia. Esses são exatamente iguais: um mais bandido que o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *