,

Pastores se casam, adotam criança, fazem balada gay e igreja se revolta!

O casamento dos pastores gays foi comemorado por simpatizantes do mundo inteiro, em suas rede sociais receberam diversos elogios pela coragem e determinação.

Pastores se casam, adotam criança, fazem balada gay e igreja se revolta!

O casal de pastores gays oficializaram a união em um cartório no centro do Rio de Janeiro e já pretendem realizar duas adoções.

Os pastores evangélicos Marcos Gladstone e Fábio Inácio, fundadores da Igreja Cristã Contemporânea realizaram o casamento gay e se sentem muito orgulhosos da atitude tomada.

Hoje eu me sinto orgulhoso de ser brasileiro e de saber que o meu afeto e o meu amor são reconhecidos pelas nossas leis – afirmou Marcos.

Os líderes ( pastores gays ) da Igreja Cristã Contemporânea, localizada no centro do Rio de Janeiro.

Já conta com mais de 2 mil membros e busca incluir um novo modelo de evangelização voltada para o publico homossexual.

Os pastores evangélicos Marcos Gladstone e Fábio Inácio, fundadores da Igreja Cristã Contemporânea, foram o primeiro casal gay no Rio a registrar a união estável em cartório, após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os dois oficializaram a união, nesta quinta-feira, no cartório do 7º Ofício de Notas, no Centro. A assinatura do documento foi acompanhada por alguns fiéis da igreja.

– Hoje eu me sinto orgulhoso de ser brasileiro e de saber que o meu afeto e o meu amor são reconhecidos pelas nossas leis – afirmou Marcos.

Os pastores estão juntos há cinco anos. Em 2009, eles realizaram uma cerimônia religiosa de casamento. Há dois meses, o casal iniciou o processo de adoção de duas crianças. Apesar da conquista com a decisão do STF, Fábio garante que a luta pelos direitos dos gays vai continuar.

– Depois de hoje, teremos um vínculo muito maior. O próximo passo será conseguir o registro civil.

A tabeliã Edyanne Frota, do 7º Ofício de Notas, explica que a união estável faz com que o casal gay adquira um novo status.

Agora eles serão vistos como uma entidade familiar. Mas é importante frisar que a lei ainda não regulamente a união civil. No registro, eles continuam solteiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *