,

Polícia Federal procura mais um foragido da “Operação Eficiência”

A Operação Eficiência deflagrada pela Polícia Federal cumpriu diversos mandados de prisão e de busca e apreensão no Rio de Janeiro para desbaratar a quadrilha formada pelo ex-governador Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro. Entretanto não obtive êxito em algumas prisões devido a não localização de alguns procurados.

O empresário Eike Batista que estava sendo considerado foragido pela Polícia Federal entregou-se na segunda-feira ao desembarcar no aeroporto internacional do Rio de Janeiro. Eike foi preso e conduzido ao presídio Ary Franco onde passou duas horas e logo foi transferido para Bangu 9 onde a segurança é reforçada.

A Polícia Federal está à procura de mais um integrante da turma de Sérgio Cabral. Trata-se do assessor do ex-governador que cuidava das contas de publicidade do Governo do estado do Rio de Janeiro.

Francisco de Assis Neto, o Kiko continua foragido. A Interpol já colocou Kiko na lista de criminosos procurados com alerta vermelho. Aliás, é um cara de pau. Mandou dizer por seus advogados que só volta ao Brasil na sexta-feira, está com a família passando férias nos Estados Unidos e não conseguiu antecipar sua passagem. A publicidade do governo Cabral era tocada por Kiko e por Maurício Cabral, irmão do ex-governador que depôs na quinta-feira conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. Segundo a Operação Calicute, Kiko teria desviado pelo menos R$ 7,7 milhões. E já está havendo corrida das grandes agências de publicidade, mas desta vez não é para disputar verbas públicas. Agora a corrida é aos escritórios de advocacia porque sabem que vem aí chumbo grosso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *