,

Principal testemunha do caso FIFA aparece morta. Suicídio?

O esquema de corrupção descoberto pelas autoridades americanas que envolve a FIFA, a CBF, CONMENBOL e empresas de mídia (a Globo e a Traffic) teve sua primeira baixa nesta terça-feira (14), na Argentina.

A principal testemunha do caso Fifagate suicidou. O advogado Jorge Delhon, 52 anos, tinha informações preciosas sobre os esquemas de pagamentos de propinas para transmissões esportivas internacionais.

Delhon foi citado da delação do empresário Burzaco, o mesmo que relatou pagamentos de propinas efetuados pela Globo e a Traffic. A Traffic é ligada a um ex-executivo da rede Globo.

O #fifagate foi revelado em 2015 ano em que Joseph Blater foi reeleito presidente da entidade.

As autoridades americanas investigam se foi suicídio ou queima de arquivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *