,

Projeto vai mudar Hino Nacional Brasileiro. A ideia é retirar a palavra “filhos”

Defensores alegam que a letra é retrógrada e excludente

Um projeto de Lei deverá ser apresentado pela bancada LBGT no Congresso, assim que o ano legislativo. O recesso parlamentar terminou mas deputados e senadores retomam os trabalhados a partir de segunda-feira (5).

A bancada LGBT quer alterar a letra do Hino Nacional para dar prioridade a neutralidade de gênero, conforme está ocorrendo em todo o mundo. No Hino Nacional a palavra “filhos”, segundo os defensores da proposta, é altamente excludente e não representa a pluralidade. “Mas, se ergues da justiça a clava forte. Verás que um filho teu não foge à luta”, a proposta é substituir a palavra por “todos nós”.

Há resistência por parte de parlamentares conservadores que não concordam em mexer na letra do Hino Nacional.

O Hino Nacional Brasileiro é um dos quatro símbolos da República Federativa do Brasil. Tem letra de Joaquim Osório Duque Estrada e música de Francisco Manuel da Silva. Foi adquirida por 5:000$ (cinco contos de réis) a propriedade plena e definitiva da letra do hino pelo decreto n.º 4.559 de 21 de agosto de 1922 pelo então presidente Epitácio Pessoa e oficializado pela lei n.º 5.700, de 1 de setembro de 1971, publicada no Diário Oficial (suplemento) de 2 de setembro de 1971.

Um dos defensores da proposta é o deputado Jean Wyllys.

“Restaurar a letra para que ela respeite a neutralidade de gênero não é apenas uma solução para tornar nosso hino inclusivo para todos os brasileiros, mas [deve ser feito] também porque é algo retrógrado”, afirmou.

4 Comentários

Leave a Reply
  1. É muito importante, para quem almeja tocar violão, uma apostila que ensina e, nesse aprendizado, elevar a ato estima através de uma aprendizagem, por quem de fato, pode fazer com capacidade, os acordes, as escalas. É maravilhosa a iniciativa.

  2. A povinho….O lixão do mundo vieram para cá e deu origem a esse berço de lixos genético.
    Um território tão maravilhoso mas ocupado por criaturas sem espírito, sem razão e sem entendimento.
    Pobre território.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *